A questão da empregabilidade, tem merecido uma atenção crescente na ESSATLA. Neste sentido, tem vindo a desenvolver o processo de monitorização da empregabilidade dos seus diplomados através da recolha e divulgação da informação sobre o emprego, realizada por inquérito.

A monitorização foi realizada a 12 meses após a conclusão dos cursos de Enfermagem e de Fisioterapia. A recolha de dados foi efetuada em agosto de 2016.

Da análise dos dados recolhidos, verifica-se que dos inquiridos, 46% dos licenciados de Enfermagem e 75% de Fisioterapia têm entre 21 e 25 anos.

No que respeita ao sexo, em ambas as amostras a maioria são mulheres, 82% no Curso de Enfermagem e 75% no Curso de Fisioterapia.

Nos gráficos abaixo pode ser observada a distribuição dos resultados dos licenciados que se encontravam, à data do inquérito, a trabalhar. Destacam-se pela positiva os números de ambas as amostras (Enfermagem e Fisioterapia), que nos indicam que 86 % dos diplomados de enfermagem e 69% de Fisioterapia começaram a trabalhar 6 meses após terminar os seus estudos.

De entre os diplomados inquiridos que se encontravam à data do inquérito empregados, 82% e 75% estão a exercer funções na área da sua licenciatura (Enfermagem e Fisioterapia respetivamente).

No que se refere à satisfação com a formação recebida na ESSATLA, no sentido em que sente que a mesma o preparou para a vida ativa, a maioria dos diplomados em Enfermagem (45%) classifica o curso como Excelente e 46% em Bom. Relativamente ao Curso de Fisioterapia a maioria dos inquiridos (69%) classifica o curso como Bom.

Ressalva-se que, ambas as amostras não hesitariam em voltar a escolher a ESSATLA como instituição formadora, refletindo-se ainda na intenção de aconselharem os cursos de Enfermagem e Fisioterapia a um familiar ou amigo (91% e 75%, respetivamente).